sábado, 23 de maio de 2009

John Locke explica

As gravações de nosso próximo episódio de Lost está para começar nessas semanas que virão, como vocês sabem ele se chamará “Tabula Rasa” e também vai trazer diversas novidades. Mas por quê o nome Tabula Rasa? Vamos a explicação:
Em primeiro lugar, todos os episódios que refilmamos de Lost são sempre titulados com os nomes verdadeiros dos originais – inglês ou em português. Então esse nome, Tabula Rasa, não foi criado pela gente, e sim pelos produtores do seriado norte-americano. Esse nome se refere a tese do filósofo John Locke, que fundamenta a corrente filosófica chamada empirismo, ou seja, ele diz que a mente de um indivíduo nasce “vazia” como uma “folha em branco”. O nome do episódio não é apenas um detalhe, mas todo um conjunto de referências. No episódio mesmo, o personagem Locke, que possui o mesmo nome do filósofo não apenas por ironia, faz uma breve explicação da tese e conseguimos fazer uma relação com a liberdade individual na alma de Kate (outra personagem de Lost que não vamos entrar em detalhes). Essas referências filosóficas não acontece apenas nesse episódio de Lost, nas duas temporadas iniciais do seriado, nós conhecemos mais dois personagens com sobrenomes de filósofos: Danielle Rousseau e Desmond Hume. Isso nos faz pensar que em Lost, nada é por acaso.


Agradecimentos a Wikipédia, ao Lostpédia e a Revista Galileu por nos fornecer essas informações filosóficas e da Cultura Pop.

2 comentários:

  1. vc falou que tinha um quadro que nimguem tinha comentado agora não tem mais.

    ResponderExcluir